Um governo nascido de uma traição, de uma conspiração…

Um governo nascido de uma traição, de uma conspiração e de uma alienação das massas, sem qualquer princípio de ideal, sem qualquer projeto nacional verdadeiro a não ser o desejo flagrante de se safarem, além dos interesses mesquinhos por trás do conluio da classe dominante, política, mídia, judiciário, capitalistas, alguns explícitos e outros ocultos, só poderia mesmo resultar nessa podridão sem limites e escancarada.

Não foi por falta de aviso.

Querem mesmo saber? Vou ser bem sincero.

Me agrada profundamente tudo o que ocorreu depois da farsa do impeachment, porque finalmente viera à tona os que de fato sempre governaram esse país, esses desprezíveis que sempre estiveram nas bordas e nos bastidores, agora debaixo dos holofotes, estão todos aí, nomes e sobrenomes, numa hegemonia retrógrada e reacionária que remonta os séculos.

Alguns já presos, outros fazendo hora extra, a começar pelo usurpador-mor arcaísta e caretíssimo, símbolo da barganha, do atraso e da corrupção, que precisa ser retirado urgentemente da Presidência e enviado ao Xilindró: seria lindo, inovador, justo.

Injusto, absurdo, revolvante pensar que pode continuar assim até 2018, com o agravante de que sabe-se lá se não vão tirar da manga uma eleição indireta depois.

“Está tudo bem…” “Ah, mas…”

País hipócrita e conivente.

Ninguém faz nada.

Oxigênio… As novas gerações querem passar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *