Boa tarde a todos os brasileiros! Agora que eu assumi o poder…

Boa tarde a todos os brasileiros! Agora que eu assumi o poder…

Exijo o imediato despejo de Michel Temer do Brasil e da América Latina, Jucá, Pedro Parente e afins, julgados imediatamente.

Exijo o despejo de políticos do Congresso que querem tomar conta dos nossos corpos e vidas. Preconceito, moralismo e fundamentalismo não têm vez num país miscegenado, sincrético, múltiplo, diverso.

Exijo que Lula seja solto e pague uma multa aos cofres públicos junto aos envolvidos da OAS.

Pedir intervenção militar e retorno da ditadura é apologia ao crime. A partir de agora, quem fizer isso deve responder legalmente. Fora isso, a liberdade de expressão está garantida.

Exijo as reformas de base como medidas urgentes: tributária, agrária, política, judicial, com ampla discussão popular. Encontros e concílios descentralizados.

Menos banqueiros, mais cultura e avanço progressista. Financismo norteador do social, não dos interesses das instituições econômicas internacionais.

Além do Supremo Tribunal Federal, teremos agora um Tribunal Constituinte, responsável por zelar pela Constituição.

Convoco grupos de poetas e filósofos anti-reacionários para pensarem em estratégias de todos os setores do país. A ABL deixará de ser uma instituição moribunda e passará a promover o novo.

Mais referendos, plebiscitos, assembléias e votos para todos os temas polêmicos e cotidianos. Trazer o poder para o povo. Começar uma verdadeira tradição “democrática” no Brasil, o menos abstrata e platônica possível, o mais concreta e prática possível.

Cada brasileiro, sem distinção de qualquer tipo, tem, a partir de hoje, direito a um salário incondicional mensal e universal que lhe garantirá moradia, alimentação, nutrição e quaisquer outros direitos básicos para se ter o mínimo de liberdade e dignidade humanas. Os empregos deixaram de ser obrigatórios… É livre para decidir se será empregado, para complementar a renda, ou se gastará seu tempo estudando ou desenvolvendo sua Vocação.

Sei que só renda não resolve nossos problemas sociais. Para resolver os problemas urbanos e periféricos das cidades, implanto concurso para a criação de um (ou mais) Plano Diretor Nacional que vise abolir toda miséria e atraso em poucos anos.

Pensar na criação de ferrovias nacionais, projeto esboçado e abandonado em finais do século 19. Linhas ferroviárias que atravessem o país todo.

Menos torres de concreto com tudo dentro e fora um deserto cultural. Produzir uma verdadeira revolução arquitetônica que destoe disso, sobretudo em regiões mais carentes.

O que é preciso para haver um boom educacional que forme uma geração potente? O que é preciso para haver mais incentivo científico, inclusive na área da saúde? Tais perguntas serão discutidas, resolvidas e concretizadas por uma equipe de educadores e cientistas experientes da sociedade, por meio de provas e concursos.

FERNANDO GRAÇA, o primeiro pós-presidente do Brasil.
27 DE MAIO DE 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *