Exército revistando mochilas de crianças indo pra escola no Rio de Janeiro

Exército revistando mochilas de crianças indo pra escola no Rio de Janeiro.

Essa e outras ações fotografadas recentemente: nada que a polícia militar já não tenha feito durante décadas, sem resolver o tráfico, a violência, a bandidagem e afins.

Perda de tempo, de energia, de dinheiro. Comprometimento dos direitos constitucionais, em nome da “segurança”. Impactos mais negativos que positivos em âmbito social. Show midiático demagógico para enganar trouxa!

No que depender do Congresso corrupto e conservador (bancada BBB), no que depender da truculência ignorante de certa camada considerável da sociedade brasileira, elites e pobres-marionetes, continuaremos sendo hipócritas, violentos, tratando das consequências aparentes, não das causas profundas, seculares, históricas, num abismo enorme entre Estado e sujeitos.

Fico alegre em saber que ativistas, políticos, artistas, educadores e setores progressistas se unem para discutir estes assuntos com a verdadeira seriedade que eles exigem. O Brasil quer mudar e vai mudar; é preciso reordenar totalmente os modos de atuação dos nossos problemas.

Sou a favor da legalização de todas as drogas, para acabar com o tráfico; e a favor de uma renda básica incondicional e de cada vez mais planejamentos socioeducativos e de investimentos em um plano diretor de democratização, territorialidade e mobilidade urbana, para acabar com a desigualdade, cujo um dos tentáculos é justamente a violência urbana e outros sintomas sociais urgentes, críticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *