ORGULHO. Nesse 178º aniversário de Machado de Assis, gostaria de (re)lembrar…

ORGULHO. Nesse 178º aniversário de Machado de Assis, gostaria de (re)lembrar que fui eu quem escrevi todo o texto essencial desse artigo “destacado” abaixo, com ampla bibliografia e vastas referências – há mais ou menos 8 ou 9 anos, quando eu tinha apenas 15 ou 16, quando as redes sociais não eram tão infrutíferas nem realçavam nosso narcisismo e individualismo como hoje, numa pesquisa absolutamente voluntária que durou semanas, quando era usuário da Wikipédia e acreditava utopicamente num mundo com conhecimento livre, acessível, etc. Durante esse tempo todo, uma coisa ou outra fora adicionada por outros usuários – sinceramente, tudo superficial, equivocado ou da menor importância, a seção infecunda e completamente deslocada do xadrez (!), frases mínimas aqui e ali, mas deixa estar, afinal, é território de colaboração “livre”… Mas o miolo, a estrutura toda, o caldo, fui eu. Prefiro hoje contribuir com meu próprio blog autoral. Faz tempo que não “piso” nesse site – hoje só me incomoda essa primeira frase, “maior nome da literatura do Brasil”, porque muita coisa nova e elogiável surgiu depois do Machado -, mas o artigo continua adequado, não está ralo e, considerando os parâmetros gerais (toda bela exceção confirma a regra) da Internet e da Wikipédia, está lindo, importante. (No Google, quando se digita “Machado de Assis”, esse é o segundo link que surge, sendo que o primeiro é o oficial da ABL. Com certeza “ajudei” muito estudante de Ensino Médio – e até de Ensino Superior, por que não?) Tem vários outros artigos importantes que escrevi – meu nome de usuário lá era Auréola…

https://pt.wikipedia.org/wiki/Machado_de_Assis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *