Será que essa gente que fica comentando sobre séries por aqui passa a mão num livro de vez em quando?

Será que essa gente que fica comentando sobre séries por aqui passa a mão num livro de vez em quando?

Série passa, é descartável. Literatura fica. A vida toda.

O senso irreparável de forma é o que faz a arte ser arte. Subverter isso é atuar no mero entretenimento, é compactuar com esta época desesperada, anestesiada, fraca, banal, espiritualmente insatisfeita, ávida de nada.

Ps.: Eu citaria o cinema como contraposição, a coesão de um bom filme, seria semioticamente mais apropriado, por ser também uma obra audiovisual, mas é que existem os blockbusters e suas continuações infindáveis, explicitando aquele sintoma que Bauman explicou… Bom, mas também existem livros assim e todo o mercado editorial… Enfim, não vou me alongar. Peneirar, peneirar! Procurar sempre o que destoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *