Whatsapp bloqueado fora do ar: O demagogo Mark Zuckerberg

Parabéns a juíza Sandra Regina Nostre Marques que honra a autonomia nacional e que neste momento deve estar sendo alvo de ataques de alienados mirins desocupados que acham que só existe o Whatsapp de aplicativo!

O Facebook, a Microsoft e a Apple fornecem dados para a inteligência americana sem titubear. Quando as autoridades brasileiras pedem o mesmo com o objetivo de coletar informações sobre criminosos e pedófilos – após inúmeras solicitações pacíficas (a última, sem sucesso, foi meses atrás) – o seu Mark Zuckerberg se faz de vítima e ainda promove demagogia para motivar incautos viciados no aplicativo Whatsapp!

Ele chegou a argumentar que não o fazia para proteger os dados dos brasileiros. Sério? Proteger de quem e para quem? A inteligência americana sabe tudo sobre nós e com más intenções, por que não auxiliar o Brasil por uma causa, acima de tudo, legítima?

Desconfie sempre da comiseração gratuita de um empresário. Todo empresário – e com razão de sua própria sobrevivência – quer lucrar. No caso dele, amigo íntimo de diversos políticos, dono da maior rede social do mundo, o buraco é ainda mais embaixo, porque, como se não bastasse lucrar, ele mantém informações pessoais de bilhões de pessoas no mundo todo.

Acabei de ver uma notícia – uma rápida busca ajudará qualquer um a encontrá-la em diversos sites – dizendo que desde o bloqueio do Whatsapp, quando o Whatsapp ficou fora do ar, milhares e milhares de pessoas estão baixando outros aplicativos, em especial o Telegram (que, por sinal, ao contrário do Whatsapp, é 100% gratuito por tempo ilimitado e com muito mais funções!)

Moral da história: Mark Zuckerberg, demagogo e inimigo do Brasil (por não colaborar com a justiça brasileira), deve estar levemente desesperado pela sensação de perder tanta gente em tão pouco tempo. Tadinho…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *