“ASSIM COMO TODO POLICIAL É CRIMINOSO E TODO PECADOR, SANTO”…

Guardo na memória, de cor, todos os versos da subversiva canção de inspiração baudelairiana “Sympathy for the Devil”, dos Stones (os Beatles JAMAIS cantariam uma coisa dessas — provavelmente só o instigante John Lennon em carreira solo), canção essa com ritmo percussivo de samba, guitarra estridente e a persona já setentista de Mick Jagger, lançada no MUNDIALMENTE TURBULENTO final dos anos 60, em 1968 (portanto, há 50 anos):

“Também gritei: Quem matou os Kennedys?!
Quando, afinal, foram vocês e eu!…”

“Assim como todo policial é criminoso
e todos os pecadores, santos,
e cara é coroa,
me chamem de Lúcifer…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *