Heidegger e Marx, Schopenhauer e Nietzsche no meu quarto

Heidegger comenta, num vídeo que vi pela primeira vez hoje no YouTube, uma frase de Marx sobre a interpretação do mundo e a transformação do mundo. Marx reivindica a transformação do mundo e rechaça as interpretações de mundo dos filósofos. Não é fascinante? Transformar o mundo… Mas Heidegger diz que isto é uma espécie de falácia, pois, para transformar o mundo, parte-se duma interpretação dele, e que o próprio Marx teve a sua. Neste momento, os fantasmas dos dois já se dissipam do meu quarto e a minha vontade (ah, esta palavra que dois outros alemães tanto adoravam, Schopenhauer e o meu adorado Nietzsche) de transformar e interpretar o mundo começam a formar um germe que alimentarei depois, no sonho e ao acordar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *