Lula ainda não é um líder morto!

“Ele é um líder morto”, declarou Paulo Maluf, ícone da ditadura, então governador biônico do Estado de São Paulo, quando o líder das greves do ABC e presidente do Sindicato dos Metalúrgicos foi preso em 1980 pelo DOPS nos estertores do regime militar por conta de suas atuações a favor da democracia — declaração que jornais e pessoas pelo Brasil e pelo mundo ironicamente agora voltam a repetir com outras palavras, 38 anos depois. Mas, naquela época, ninguém imaginava, ninguém podia imaginar que Lula, tendo passado 31 dias na cadeia, logo seria presidente duas vezes! E agora, o que será Lula?… Palpite mais intuitivo do que intelectual: não o vejo preso por muito tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *