Dicotomias, polarizações: e os artistas e afins?

De um lado, aqueles que governam para oligopólios, para o capitalismo ou liberalismo.

Do outro, aqueles que governam para os operários e trabalhadores.

E os poetas, artistas, filósofos, pensadores?… Aqueles que vivem na Vocação?… Aqueles que não entram na dicotomia capitalista?… Aqueles que se protegem contra o maquinal, contra o funcional?… Aqueles para quem o tempo real e verdadeiro não é Cronos, mas Kairós?… Aqueles que exercitam o corpo sem órgãos?…

Não há partidos para esses senão um modelo comunitário global, uma Renda Básica Universal, ou o bom e velho e sempre novo espírito anarquista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *