Relendo Nietzsche: Refinamento da crueldade como fonte de arte (Fisiologia da Arte, Vontade de Potência)

Relendo Nietzsche:

“O refinamento da crueldade é uma das fontes da arte.” (Vontade de Potência, livro II, Cap. VI, 447)

Obs.: Faz lembrar (automaticamente) Artaud, mas escrito bem antes dele; aliás, este foi afetado e influenciado por aquele: leio numa monografia online que “a crueldade em Artaud é o equivalente à vontade de potência em Nietzsche”. Logo, assim também o Teatro da Crueldade… Pedir para os atores com os quais irei trabalhar lerem inteiro este capítulo sobre a fisiologia da arte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *