Sobre “Manter a Linha da Cordilheira sem o Desmaio da Planície”, documentário de Walter Carvalho com o poeta Armando Freitas Filho

Há poucos meses, em minhas raras andanças televisivas, assisti no Canal Brasil “Manter a Linha da Cordilheira sem o Desmaio da Planície” (2016), documentário dirigido por Walter Carvalho com o poeta Armando Freitas Filho, que eu não conhecia. Suas falas geniais improvisadas, sua personalidade neurótica, sua bagunça (maior do que a minha?), sua poesia (muito boa) falada, tudo isto me conquistou de imediato. Há uma cena inspiradora e cômica com Ferreira Gullar e uma outra, grave e silente, sobre sua relação com Ana Cristina César. Antes de ontem me deparei de novo com o documentário e o reassisti. Hoje enquanto almoçava eles passaram novamente e assisti alguns trechos de novo. Identificação… Encontrar uma pegada na ilha deserta, tal qual Robinson Crusoé… É preciso filmar mais os poetas, dar voz e espaço para os poetas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *